Vida de Deusa

Projeto Vida de Deusa

Após diversos atendimentos com o público feminino, observei a importância de criarmos encontros entre mulheres para uma conversa mais íntima e livre dos conceitos impostos por uma sociedade alicerçada em sua maioria, na competitividade, agilidade e aquisição de resultados, luta e exaustão.

 

Com tudo isso eu pude perceber um excesso nos índices de estresse e consequentemente na desregulação hormonal principalmente nas mulheres. Essa utopia fundamentada no TER foi o que mais chamou a minha atenção. Muitas mulheres que estão dentro desse movimento frenético respondem:

“ Não tenho tempo! Estou cansada! Minha agenda está lotada! Sou muito agitada para isso! Sou forte e resolvida, e não preciso disso!”

Enfim, tudo para evitar um encontro com a sua natureza feminina e se cuidar mais profundamente levando em consideração os arquétipos, os elementares e toda a magnífica Alma de Gaia disponível a todos os seres dessa terra, nossa morada.

Mas eu não desanimei, continuei no caminho sagrado e recebi mensagens espirituais que alimentavam e confirmavam esse propósito.

Foi aí que eu conversei com algumas amigas e fizemos o nosso primeiro retiro chamado “O Despertar da Deusa Viva” e o Sagrado se confirmou em cada uma das participantes e em toda a equipe.

Depois criei oficialmente o Vida de Deusa, um projeto que visa realizar círculos femininos e retiros para estarmos mais conectadas.  Convidei mais duas amigas para fazer parte desse projeto, Clarice Líbano e Jane Mattos, e estamos muito felizes nessa caminhada.

Cada uma guarda um tesouro e é com muito amor que oferecemos nossas melhores intenções em nossos encontros. Fico emocionada ao lembrar do rosto luminoso das mulheres que estiveram conosco, dignificando a sua herança e ancestralidade, rompendo as barreiras do medo para apenas Ser, lindas, cheias de doçura e amor, prontas para acolher e caminhar na dualidade da vida com a unidade do Ser que oferece o propósito a cada uma delas por ter encarnado mulher.

É tão lindo saber que essas mulheres ao se integrarem, e reorganizarem os passos do porvir, saberão unir-se aos homens e mulheres, acolhendo e reestruturando laços e questões cristalizadas pelo sono do passado, resgatando mutuamente uma só certeza, de que somos UM em essência.

O Sagrado Feminino porém não é mais uma bandeira que estamos erguendo em prol de um gênero da criação na intenção de defesa do feminino, nada disso, queremos através dessa vibração proveniente dos fundamentos da essência feminina e maternal da criação, imantar nossas vidas para assim oferecermos a nossa melhor versão.

“Mulheres empoderadas”, esse termo muito utilizado neste meio, deve ser bem compreendido porque para ter “empoderamento” é preciso fazer uma jornada dentro de si, reconhecer padrões repetitivos herdados pelos antepassados e curar as feridas que alimentam os medos em várias fases vida.

Uma mulher sabe bem em seu íntimo o valor e força que carregas em seu ventre. Muito se perdeu em relação a esse ponto sagrado de energia e conexão além de outros aspectos que foram negados, contratos firmados e muitas concessões. Muitos saberes foram escondidos pelos golpes letais de organizações ambiciosas ao longo do tempo, que apertavam o nó da indignação e ao mesmo tempo da indulgência. Mulheres, bruxas* que são lindas mulheres sábias sobreviveram e sobrevivem heroicamente às investidas repugnantes de mortos vivos que ainda assombram as luzes do Sagrado, por não querer ou não terem tido a oportunidade de uma aproximação à luz da verdade, capaz de colapsar o fantasma do engano, da individualização, da separação que só soma desafetos e aumenta o abismo dentro de si mesmo.

Empoderar-se é Ser, é sentir inteiramente algo com amor na consciência. É saber e querer abraçar o que veio fazer, pelo que se sente e pensa em uníssono com este fazer. É saber a hora de calar o ego para escutar e acolher, é parar para criar algo lindo que você se orgulha em oferecer pelo bem que proporciona a você e a quem se aproxima de você, é estar pronta para levar o seu propósito sem medo, pois quando há luta e precisão no tempo, há dor, quando há integridade, fluidez, fé, amor, há contentamento e harmonia.

Você já parou para observar o momento presente? Essas atitudes simples de respirar, oferecer gratidão ao universo pelo dom da vida? Já pensou em celebrar a vida junto à natureza e seus ciclos? Fazer algo que realmente sente internamente e isso traz uma alegria transbordante?

Isso é o Sagrado, se você desejar saber mais, siga-nos no facebook e acompanhe os nossos eventos femininos, de união e cura. Integridade, amor, potência e unidade!

@VidadeDeusa

Chamando a sua Deusa

Com o Sagrado Feminino resgatamos o que há de mais especial em nós mulheres, no que diz respeito aos nossos divinos valores no âmbito pessoal, social, ecológico, mental, emocional e espiritual.

Cada mulher em sua jornada de vida recebe um chamado em algum momento, em decorrência de uma vida rotineira e uma sensação de que algo ainda lhe falta. É neste momento que ocorre esse desejo de mergulhar fundo na sacralidade feminina e redescobrir uma sabedoria capaz de transformar toda a sua trajetória na família, na vida social, no cuidado com o corpo, com o emocional e com o autodesenvolvimento no mais tocante que essa experiência pode trazer.

Não é preciso crer em religiões, dogmas ou regras impostas, é preciso acreditar nessa mulher e deixar que ela aflore, despertando a fé e o amor que ela cultiva por afinidade, reencontrando assim a sua plenitude. Sempre quem determina é o seu Self, promovendo assim, a sua libertação. Despertar para o seu divino papel no mundo, integrando os seus divinos valores, equilibrando os seus ciclos com os ciclos da natureza; expressar de dentro para fora a sua força, a sua essência, compreendendo os ciclos femininos e recebendo-os com carinho e reverência; transmitir ao mundo o que tens de melhor, para apoiar na transformação planetária, curando o planeta e o coração humano, ascendendo a vibração de nossa sagrada morada, são algumas das bençãos que queremos que você vivencie a partir desse encontro.

Esperamos você com muito amor, para formarmos essa roda linda de mulheres e celebrarmos o Sagrado Feminino com muita reverência, entre Deusas.

Filha, Desperta!

Sai dessa casca que você se colocou e levanta a cabeça!
Percebe que não tem nada acontecendo, senão a ordem natural de todas as coisas e que Eu estou contigo. Sempre.
Não há catástrofes. Há ajustes naturais como sempre houve. Há colheitas humanas que precisam acontecer para que se percebam no caminho e mudem de rota, de direção, de sentimentos, de ações!
Levanta filha e segue. Leva aos quatro cantos a palavra do amor na sua fala. Mostra pelo exemplo que todos precisam despertar para o amor. Essa é a missão das almas que estão despertando, mas, despertar somente não torna a mudança real. Desperta e sai pelo mundo levando a boa nova, de que o amor voltará a reinar. Basta que os corações estejam dispostos a se renderem e abrirem suas portas trancadas a sete chaves. Em coração blindado, o amor não entra nem sai, sequer floresce, pois precisa de luz. A luz da vida sendo vivida em auxilio aos irmãos. Essa é a chave, não se esqueça dela. Esse é o signo que marca todos os que vieram com esse propósito: Ser a luz nas escuridões da alma humana neste exato momento deste planeta. Percebe que nada está abandonado?
Tudo acontece no momento que tem de acontecer e Eu, estou aqui, cobrindo vocês com meu manto e tornando suave o caminhar daqueles que aceitam ser cobertos pelo amor. Nada está fora de nossas mãos.Se sofrem é por não aceitarem as mudanças, é por se acharem sábios demais para reaprender a caminhar. Não há castigos filha minha, há apenas o que muitos chamam de separação do “joio e do trigo” e o que Eu chamo de evolução. Não há filhos sendo abandonados ou esquecidos, há filhos que precisarão retornar um pouco e descer alguns degraus da escada evolutiva para simplesmente poderem decantar suas más águas, raivas e falsas compreensões sobre a vida, sobre a fé, sobre a Lei.
Levanta filha e segue jornada. Leva em suas mãos o perfume da rosa, em suas palavras derramarei meu mel para que adoces os corações e em seu coração plantarei a semente do Grande Amor que polinizará as flores que abrirem espaço para flor-e-ser…
Levanta filha. Primavera chega e o jardim precisa ser preparado. Vá, ara as terras das almas perdidas e sopre palavras benditas em suas narinas para que se relembrem que o sopro de vida lhes é presenteado o tempo todo. O Grande Espírito está em nós sem que precisemos pedir por isso. Relembre a todos: O mesmo sopro de vida que os deu ânimo ao nascer continua soprando. No fundo, seus corações sabem apenas os dia-a-dia, os fez esquecer. Relembre-os.
Levanta filha e faça-os relembrar da importância da benção, do abraço, do acolher.
Levanta filha e ajude-os a encontrar o caminho de volta.
Levanta filha, Estou contigo desde sua criação.
Segue e semeia o amor.

Por Rose C. Ponce

KAMOMILLAS, todos os Direitos Reservados 2017